Fique Por dentro

Deixe sair para a Moda 34 Fevereiro 2021 entrar

Publicado por: c1rc@M1l1t4r em 04/02/2021 -

A verdade é que a moda tem a capacidade de mudar nosso humor, bem-estar e autoestima

A moda, associada ao vestuário, é sem dúvida uma forte forma de expressão, e é através dela que mostramos aos outros e ao mundo mensagens subliminares dos nossos gostos, opiniões, modo de agir, viver e sentir.

Todos nós precisamos usar roupas, sendo assim, todas as peças que compramos e vestimos refletem uma escolha pessoal e intransferível, revelando uma pessoalidade imediata de quem somos muito antes sequer de proferirmos uma só palavra.

Daí a importância da informação, da busca por conhecimento e da inteligência para estarmos atentos ao que convém, ao que não convém ou ao que talvez nos convenha.

Por se tratar de um conceito tão profundo e que, como vários outros, pode ter por algum breve momento caído na superficialidade das ideias, é de suma importância reavaliar de tempos em tempos nossas escolhas e caminhos a seguir, através de uma reflexão clara e livre de desapegos sobre o que estamos emitindo ao mundo por meio de nossas roupas.

Se essas mensagens ainda continuam válidas, se são nelas que ainda realmente acreditamos ou se houve mudanças em nós que merecem uma correção de rumo e de guarda-roupa.

Talvez, por isso, ainda tenhamos tantas peças guardadas em nossos armários que nunca foram usadas, tantas outras que não usamos e aquelas que não usaremos mais. Talvez pelo fato dessas vestimentas não mais refletirem no presente quem somos ou o que pensamos, ou por terem sido adquiridas em um dos nossos momentos de “talvez” que nunca se concretizaram como um “sim”.

Acredite, está tudo bem com isso. Nós amadurecemos, evoluímos, acertamos, erramos e forjamos nós mesmos a, cada dia, sermos seres humanos mais experientes e capazes de fazer escolhas melhores. Assim é com a nossa vida e assim também é com o nosso guarda-roupa. Permita-se, portanto, assumir hoje seu verdadeiro “eu”, e faça aquela arrumação bacana de que seu guarda-roupa precisa. Deixe ir, se for o caso, algumas peças que não se encaixam mais. Mantenha algumas que o fazem lembrar quão feliz você foi quando as usou, mas crie possibilidades de ser feliz novamente com elas. Liberte-se, pelo bem da sua saúde, do valor material que algumas peças possuem e do velho e persistente pensamento: comprei, paguei caro, nunca usei. Liberte-se também das peças que herdou de alguém; aquelas que nunca refletiram quem você é, mas que, por apego emocional, estão lá ocupando um lugar que seria por direito, quem sabe, de um vestido alegre vermelho ou de uma calça divertida verde-limão.

A verdade é que a moda tem a capacidade de mudar nosso humor, bem-estar e autoestima graças às escolhas certas que fazemos, ao nosso modo de agir constante e à nossa capacidade de se reinventar a cada etapa da nossa vida mental e física. Portanto, não perca a oportunidade de abraçar tudo isso.

Ela também se alimenta de atualizações periódicas, sazonais e temáticas para manter- se como uma forma de expressão autêntica que reflita o seu poder de encaixe legítimo e atualizado enquanto forma de conexão de uma sociedade com seu tempo.

Que tal você também se alimentar, de forma inteligente e criativa, dessas atualizações hoje e ser feliz?
O momento é propício para isso!


Ver todos: Cultural