Quinta, 10 Janeiro 2019 09:01

TAMANDARÉ: SIMPLICIDADE, CORAGEM E AMOR À PÁTRIA

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

Mais antiga das Forças Armadas Brasileiras, a Marinha foi homenageada no dia 4 de dezembro, no Salão Social. A ocasião faz jus às comemorações ao Dia do Marinheiro, celebrado em 13 de dezembro, data de nascimento do Patrono da Marinha, Almirante Joaquim Marques Lisboa, o Marquês de Tamandaré.

O presidente do CMSP, Gen. Bda. Manoel Morata Almeida, salientou a nobreza de caráter, o profissionalismo e a competência de Tamandaré e dos homens e mulheres que integram a Marinha, completando seu discurso com a frase da imortal Rachel de Queiroz: “Quando se houverem acabado os soldados no mundo – quando reinar a paz absoluta – que fiquem pelo menos os fuzileiros como exemplo de tudo de belo e fascinante que eles são!”.

Agradecendo a homenagem feita pelo CMSP, o Comandante do Oitavo Distrito Naval, C. Alte. Claudio Henrique Mello de Almeida, comparou os princípios e valores do Marquês de Tamandaré com as ações e condutas dos marinheiros. “Seu espírito de Fuzileiros Navais, composta por 90 executantes e um coro de 20 vozes, entre Oficiais Regentes, Suboficiais e Sargentos Fuzileiros Navais, que apresentou canções populares e eruditas. Entre elas, Asa branca, de Luiz Gonzaga; Tico-tico no fubá, de Zequinha de Abreu, um medley natalino e o Hino Oficial da Marinha do Brasil (Cisne Branco).

Para celebrar tão honrosa data, um coquetel foi servido após a cerimônia. Viva! Viva a Marinha do Brasil!

Lido 399 vezes
Com Soc

Site do Círculo Militar de São Paulo
Projeto: Carlos Alberto Costa
Coordenação: Adriana Pereira da Silva
Fotos: Claudemir Pires e Edilson Soares
Anúncios: 3056-4068 - Rodrigo Teixeira
Administração backend: Rafael Evaristo
Jornalista Responsável: Adriana Rocha - MTB: 25802